Mentiras como o amor - Louisa Reid

Sinopse: Audrey sabe que sua mãe está certa quando tenta salvá-la de si mesma. Ela sabe que tem sido injusta, por isso precisa, por seu irmão mais novo e por sua mãe, seguir em frente. Audrey tenta manter todos felizes. Juntos, eles estão em busca de dias melhores. A mãe de Audrey, à sua maneira, tenta ajudar a filha a controlar a doença para que ela possa encontrar um recomeço seguro.
Então Audrey conhece Leo, mas ele torna a vida dela realmente complicada, pois essa amizade faz com que ela deseje ousar ser ela mesma, enfrentar a vida.
Agora, Audrey precisará decidir: cuidar de sua família especialmente de seu irmão ou continuar sonhando com a vida que tanto deseja?
Mentiras Como o Amor é deslumbrante e de partir o coração. É o novo romance de Louisa Reid, a autora aclamada de Corações Feridos.(Skoob)

Livro recebido em parceria com a Editora.
.Louisa Reid. Mentiras Como o Amor. Editora: Novo Conceito, 2017. 473p.


Mentiras como o amor, foi um livro que me surpreendeu e que trouxe uma história dramática, sobre superação e descoberta ao mesmo tempo que mostrou o poder que tem o amor e o quanto ele pode ser destrutivo.

"Não se preocupe, seja feliz, Aud."

Audrey é uma menina que apesar da tenra idade já passou por muitas dificuldades, ela sofre de depressão e só tem sua mãe e irmão como apoio, eles se mudaram recentemente para a Inglaterra em busca de uma nova vida, já que um incêndio destruiu tudo o que eles tinham.

A introdução a vida da personagem foi feita gradativamente, inicialmente achei a história um pouco parada e estar na cabeça de uma pessoa que não se sente bem consigo mesma foi difícil, principalmente quando o pior dos seus problemas emergiu. Eu vi uma garota perdida, que só queria ser normal, ser abatida pelos problemas do dia-a-dia, mas sem se deixar vencer, sempre lutando pelo bem de sua família em especial seu irmão de apenas 5 anos.

"As palavras eram fios invisíveis que corriam entre nós, tecendo uma teia que nos ligava. Fazia com que deixássemos de ser estranhos e nos transformássemos em amigos. E de amigos em algo mais." 

Leo foi um personagem que me surpreendeu, ele também teve sua cota de problemas, ele mostrou para Audrey o que é o amor e ele foi um personagem que fez toda diferença em sua vida, um foi o porto seguro do outro, ajudando em especial a lidar com seus problemas e dificuldades. 

Ver Audrey lidar com a Coisa foi algo que me tirou da minha zona de conforto, eu não estava preparada para isso, foi completamente perturbador, eu não sabia como lidar com aquilo, estar na cabeça dela foi como se tudo estivesse acontecendo comigo e não com uma personagem de um livro.

"Desci as escadas e enfileirei meus comprimidos no balcão. Um para que eu não me sentisse deprimida. Um para que eu parasse de sentir enjoou. Um para que eu dormisse o dia inteiro. Um para me impedir de abrir cortes nos braços, pernas e coxas. Havia comprimidos para tudo. Para tudo exceto um comprimido para que eu pudesse ser livre."

Lorraine, mãe da Audrey, foi uma personagem que me incomodou bastante durante a leitura, ela se mostrou uma pessoa contraditória, autoritária e bastante manipuladora, desde o começo eu achei suas atitudes estranhas e minha desconfiança não foi a base de nada, ela é uma mãe horrível que não apoia a filha e que não a entende, ela chegou a acusar a Audrey de provocar o próprio bullying, o que para mim foi um absurdo. 

"Minha mãe era a lua. Minguante e crescente. Às vezes ela explodia, brilhante e cheia. Outras vezes era delgada e cruel, cortante como uma faca. E eu só podia me mover quando ela permitia, meu corpo como a maré, ainda preso às cordas que ela manipulava. Eu consegui me libertar por ora, mas logo voltaria para perto dela; ela me chamaria, daquela maneira que que apenas ela poderia chamar."

A narrativa do livro é feita em primeira pessoa pelo ponto de vista da Audrey e em terceira pessoa quando narrada pelo Leo, a edição é linda, com alguns detalhes que fizeram o livro incrível, essa capa é perfeita e tem tudo a ver com a história, as folhas são amareladas e as letras confortáveis, não tive problemas com a revisão. 

Mentiras como o amor não é um livro muito detalhado, a autora só coloca informações o suficiente para entendermos o que está acontecendo, isso me incomodou um pouco pois gostaria de mais detalhes, mas ao mesmo tempo entendi a jogada, já que as cenas de Audrey e seus problemas com a Coisa eram muito perturbadores.

"Virei-me para ir, mas a Coisa bloqueava a porta e eu não consegui passar por ela, e, naquele calor, uma gota de suor escorreu pelo meu pescoço, descendo pelas omoplatas e pelas costas. A Coisa me empurrou para frente outra vez, contra a beira do fogão, e a água se agitou e entornou e borbulhou e respingou e queimou e eu gritei."

Esse livro fala sobre bullying, depressão, problemas familiares, automutilação e o amor. O final foi um pouco decepcionante para mim, já que quando o assunto é livro sou uma romântica assumida, mas foi algo esperado, afinal não estamos falando de um conto de fadas ou um romance florzinha, e sim de um livro onde os personagens têm que lidar com seus problemas e sobreviver a eles.

Eu poderia continuar falando dos muitos motivos pelo qual você deve ler esse livro, mas vou parando por aqui, eu só digo que essa foi uma leitura incrível e que, apesar de ter me tirado da zona de conforto, me fez ver certos acontecimentos com outros olhos, coisa que antes para mim não era possível.

"O rosto dela era uma distração, os olhos cheios de sombras, azuis, cinzentos e verdes. Eram como a água. O fundo do mar. Ele queria tirar aqueles óculos, olhar diretamente neles. Observá-los pelo resto do dia e compreendê-la. Uma equação complicada. Mais parecida com um soneto. Os olhos da minha amada não têm nada em comum com o sol."



Marlene Conceição
Marlene Conceição

Apaixonada por livros, amante de séries, sonha em fazer um intercâmbio para estudar, ama ler livros ouvindo músicas de diferentes estilos, seu primeiro contato com a literatura foi através da saga Crepúsculo e desde então esse amor por livros só aumentou.

7 comentários:

  1. Já ouvi as pessoas falando desse livro mas ainda não tive a chance de ler. Achei bem interessante a escolha da autora em abordar esse tema da forma como ela fez. Com certeza é um livro para ser lido. Esse parece ser um daqueles livros bem impressionantes, que fazem a gente passar dias pensando sobre o assunto, e depressão é um tema tão sério e atual, deve ser interessante e inquietante estar na cabeça de alguém que sofre desse mal. Adorei a capa, é muito linda.

    ResponderExcluir
  2. Oi Marlene
    Não fiquei animada pra ler esse livro :/
    Com bullying, depressão, problemas familiares, automutilação, amor, e a autora não aprofundar isso, é decepcionante pro leitor.
    A estrutura da história não me agradou.
    Enfim, agora ele não me motivou :/
    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Parece ser uma historia, muito sofrida, um drama com muitos conflitos para a personagem fiquei com dó dela tendo uma mãe assim, que não ajuda em nada e convenhamos só atrapalha. E vi que pelo visto o final não vai me agradar se for ler, já que você ficou decepcionada.

    ResponderExcluir
  4. Marlene!
    Um livro que traz assuntos tão sérios, porém que vem com narrativa aleatória e não tão aprofundada, deve dar certa angustia na leitura, ainda mais quando acompanhamos de perto os problemas da protagonista e todas suas vertentes.
    Desejo uma ótima semana!!
    “Terei toda a aparência de quem falhou, e só eu saberei se foi a falha necessária.” (Clarice Lispector)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Marlene!!
    Adorei sua resenha, parabéns!
    Eu li agorinha uma resenha desse livro, é lindo dmais o enredo, qro mto conseguir ler, o que me prendeu foi os assuntos abordados, tá excelente!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Os assuntos abordados são sérios e estamos vivenciando atualmente, acho que em cada família um destes problemas atinge a alguém. Bom ler sobre estes assuntos, para entendermos um pouquinho mais.
    ronida_sindi@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Marlene!!!
    Vamos resumir esse livro numa palavra de momento: "Uau!" :O
    Esse livro é muito bom só pelo que li da sua resenha e com temas muito fortíssimos. Fiquei aqui a cada quote e palavra sua pensando no enredo por completo e percebi que precisarei dele na minha lista de leituras.
    Amei tudo, tudo que você citou e falou.
    Parabéns!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.