A Maldição, As Aventuras do Caça-feitiço - Joseph DeLaney


Sinopse: "Você corre perigo, filho", disse minha mãe. "Mas não se esqueça... Quando você for homem, então será a vez de as trevas ficarem com medo... foi para isso que lhe dei a vida...". O CAÇA-FEITIÇO e seu aprendiz viajaram a Priestown para tratar de um assunto pendente. Nas catacumbas da catedral está a criatura diabólica que o Caça-Feitiço não conseguiu derrotar. Chamam-na de FLAGELO. Quando Thomas Ward e seu mestre se preparam para a maior batalha de suas vidas, fica evidente que o Flagelo não é o seu único inimigo no Condado. O Inquisidor acabou de chegar a procura daqueles que lidam com as trevas. Será que eles conseguirão sobreviver ao horror que está a caminho? (Skoob)

DELANEY, Joseph. A Maldição, As Aventuras do Caça-feitiço. Bertrand Brasil, 2014. 288 p.

Quando se trata de uma série de livros, é sempre difícil manter no leitor a recordação dos acontecimentos anteriores. De forma disfarçada, através de conversas ou de curtos pensamentos de Thomas, o aprendiz do Caça-feitiço, os principais acontecimentos da história anterior são descritos, e isso sem interromper a ação do momento. Detalhes desse tipo, demonstram a preocupação que o autor tem em manter a imersão do leitor no livro.

Nesta segunda aventura, Thomas e o Caça-feitiço precisam acabar com o Flagelo, uma criatura sem forma, encarcerada em uma prisão abaixo de uma catedral, que usa seus poderes para influenciar maleficamente os habitantes de uma cidade. Anos antes, o próprio Caça-feitiço a confrontou, mas não conseguiu sair vitorioso. Na verdade, quase morreu na luta.

“A perna que havia sido amputada ainda estava entalada na fenda do piso da igreja, e o ogro, muito concentrado em chupar o sangue lentamente para prolongar seu prazer. É assim que age um estripa-reses. Simplesmente chupa e saliva sem pesam em mais nada, até perceber gradualmente que cada vez menos quantidade de sangue está chegando à sua boca.”

Além dela, também terão que lidar com o Inquisidor, um homem poderoso, cuja maldade não precisa ser aumentada pelo Flagelo. Através de sua autoridade, ele acusa, condena e executa pessoas inocentes com base na suspeita de bruxaria e se apodera dos bens deixados. Ele odeia todos os caça-feitiços e os persegue com determinação.

Também temos a volta de Alice, de onde vem a improvável esperança para Thomas e o Caça-feitiço conseguirem se salvar e derrotar o Flagelo. Mas no processo, ela, ou os dois companheiros, podem acabar mortos. Pela criatura, ou pelo Inquisidor.

“Alice tinha razão. Percebi alguma coisa no canto e senti frio. Os pelinhos na minha nuca ficaram em pé. Provavelmente, era apenas o estrangulador Matty Barnes outra vez.”

Joseph DeLaney confirma em A Maldição sua incrível capacidade para criar uma história curta cheia de suspense, terror, mistérios, ação, confrontos, fantasmas, criaturas incríveis e uma série de eventos de tirar o fôlego. Pequenos trechos onde Alice e Thomas precisam esperar em um porão úmido para escaparem do Inquisidor e do Flagelo, acompanhados por um fantasma que os espreita na escuridão das escadas, apenas esperando eles adormecerem para tentar matá-los, é de gelar o sangue. Ou na batalha final, quando a profecia que indica que um dos três não saíra vivo do confronto, deixa urgente a leitura de todas as páginas para descobrir se ela se cumprirá. Ou mesmo quando Thomas descobre como sua mãe e seu pai se conheceram, numa das passagens mais criativas e emocionantes do livro.

Thomas, embora ainda aprendiz, demonstra mais experiência e maturidade, mas sem perder suas pausas diante do medo. Alice continua enigmática e apaixonante. Mesmo com sua dualidade, ela permanece fiel a Thomas. E desvendamos alguns dos mistérios do passado do Caça-feitiço, como suas duas paixões, ambas proibidas e dolorosas.

“Uma mão invisível me agarrou e me atirou contra a parede com tanta força que me fez expelir todo o ar do corpo. Começou, então, a me pressionar, uma pressão tão forte e constante que senti minhas costelas iriam se partir.”

Enfim, As Aventuras do Caça-feitiço confirma que é uma das, se não a melhor, série fantástica dos últimos anos. E ainda é incompreensível para mim como permanece desconhecida para a maioria dos leitores. Inclusive, é espantoso que os livros da série, embora tenham conteúdo fortemente de terror, sejam colocados nas seções infantis das livrarias, onde os leitores alvo nem passam perto. Ou é descaso da editora, ou total desconhecimento das livrarias sobre o conteúdo da obra.

Repito o que disse na resenha do primeiro livro. Se você gosta de histórias fantásticas de aventura e terror, não pode perder esta série. Só não se esqueça do aviso mais importante, que é sempre destacado na capa traseira de todos os livros: “CUIDADO: Não deve ser lido à noite!” ;)
Carlos H. Barros
Carlos H. Barros

Carlos tem várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamenta o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco -, e não saber desenhar. Autor também do blog Gettub

8 comentários:

  1. Oi Carlos!

    Eu tenho os três primeiros volumes dessa série, mas depois que quase morri de medo lendo o primeiro, perdi, de certa forma, o interesse pela continuação. Eu sou MUITO medrosa e tento evitar de toda forma livros desse gênero... E ao que parece, esse livro é ainda mais aterrorizante que o primeiro. Nem consigo me imaginar lendo Thomas e Alice no porão com um fantasma. kkkkkkk

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Confesso que não leio muita fantasia nem gosto, mas sua resenha me despertou interesse quanto à essa série. Infelizmente sendo uma série de livros, vou demorar pra ir atrás, mas deixarei na minha lista de desejados. Desconhecia os livros.

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Depois dessa resenha super positiva sobre esse livro, não tem como não adicionar a série As Aventuras do Caça-feitiço em minha lista de leitura, adoro esse tipo de livros.
    Adorei sua resenha e pretendo ler .

    ResponderExcluir
  4. Oie
    Não lembro de ter visto outra pessoa falando dessa série, mas fiquei bem curiosa. O tema em si é muito bom e gênero que gosto.
    Ameii essa capa, a foto ficou linda!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi! Eu ainda não consegui ler a série toda, mas este aqui eu já li e curti muito. É um livro com um toque mais sombrio e confesso que muitas vezes fico até com medo, mas gosto tanto deste universo que o autor criou que não consigo largar antes do desfecho.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Oi, essa é a primeira vez que vejo falar dessa série, curto histórias fantásticas de aventura e terror, fiquei bastante interessada em ler.

    ResponderExcluir
  7. Olá Carlos,

    Eu só leio resenhas positivas dessa série e cada uma delas minha vontade de ler só aumenta, só falta money para comprar...kkk...abraço.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. é muito bacana quando a gente acompanha um personagem e pode ver o progresso dele e da história. o personagem continua aprendendo e evoluindo. bem legal que o autor fez do livro mais para o terror, um pouco mais pesado o que pode agradar os fãs do gênero.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.