Isla e o Final Feliz - Stephanie Perkins

Sinopse: Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito.
Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes.
Com participações de Anna, Étienne, Lola e Cricket, personagens mais do que queridos pelo público apresentados em livros anteriores da autora, Isla e o final feliz é uma história de amor delicada, apaixonante e sedutora, um desfecho que vai fazer os fãs de Stephanie Perkins suspirarem ainda mais. (Skoob)
PERKINS, Stephanie. Isla e o Final Feliz. Intrínseca: 2015. 304 p.

É engraçado quando um autor consegue fazer de um enredo absurdamente simples, uma história encantadora. É engraçado porque você não consegue fazer uma análise objetiva dos detalhes que o fizeram gostar tanto do livro, porque se você para para analisar objetivamente, acaba por se questionar se o livro é realmente tão bom, já que ele não tem nenhum elemento concreto que o faça ser assim. Não dá para dizer que foi a originalidade da obra, ou que foi um personagem específico, ou que a escrita da autora se destaca por este ou aquele motivo. Não dá para definir por que ele te fisgou, mas isso aconteceu, simplesmente. É assim que eu me sinto em relação a Isla e o Final Feliz, da autora Stephanie Perkins.

Stephanie tem o dom de construir obras assim. Quando li Anna e o Beijo Francês, descrevi o livro como "um romance adolescente delicioso de ler, mas nada muito além disso", com destaque para o romance entre os personagens, "não daqueles avassaladores e de tirar o fôlego, mas dos que vão tomando espaço aos pouquinhos, se infiltrando e que, quando se percebe, deixa sem ar". Isla e o Final Feliz segue mais ou menos a mesma linha, mas diferente daquele, eu me senti mais como em um terremoto, já que as mais diversas sensações me perpassaram durante a leitura. 

"- Gosto de histórias de aventura. Ainda mais quando tem algum tipo de desastre no meio.
A sobrancelha continua arqueada.
Sorrio.
- Também leio as que têm final feliz.
Josh faz um gesto em direção a minhas prateleiras.
- Você lê bastante.
- É mais seguro do que me aventurar de verdade."

Nas primeiras 50 páginas, o romance entre Isla e Josh já havia deslanchado e, apesar de estar com o coração cheio de amor, apaixonada com o casal, fiquei com medo que isso representasse outras 250 páginas de tédio. Só que, é claro, Stephanie Perkins não faria isso. Ao mesmo tempo em que o início da relação dos dois é o enfoque do texto, a autora deu maior destaque, quanto a esse relacionamento, às dificuldades que pessoas tão diferentes têm em se acertar, às diversas variáveis que influenciam em um namoro (família, ex-namorados, compromissos, futuro...). Então o livro não trata apenas da maneira como Isla e Josh se apaixonam, mas o tanto que precisam sofrer e se esforçar para ficarem juntos.

A narrativa, em primeira pessoa por Isla, tem aquele toque doce e bem humorado característico da autora, e acredito que seja esse o tal "elemento objetivo" que mais encanta nos livros de Perkins. É impossível desgrudar das páginas, pois tudo o que a personagem sente é transmitido aos leitores. Em razão disso, a empatia é imediata e o leitor se sente tão apaixonado quanto Isla, ou tão devastado quanto ela. Eu amei e me envolvi com cada detalhe, ri e chorei com Isla. Eu queria ter ficado irritada com ela quando fez algumas besteiras, mas eu a entendia, então foi impossível. 

"- Não quis magoar você - diz ele, triste. - Essa é a última coisa que eu quero. Só estava tentando proteger você, mantê-la na parte boa da minha vida.
- Mas eu quero estar presente em todas as partes. Nas ruins também.
- Tem certeza disso? Porque eu tenho muitas partes ruins.
- Todo mundo tem."


Outro detalhe incrível é a ambientação: Paris. É difícil ficar imune a isso, especialmente quanto aos pontos turísticos citados na obra. Da mesma forma acontece quando outros personagens da autora se tornam presentes; foi bom rever Anna e St. Clair, ver Lola e Cricket, assim como conhecer outros acontecimentos das obras anteriores pelo ponto de vista de Josh.

Isla e o Final Feliz pode até ser um romance bobo, adolescente, mas é um romance bobo que enche nossos corações de amor, nos deixa com um sorrisinho no rosto e faz incrivelmente bem.
















Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

5 comentários:

  1. Olá, Julia.
    Confesso que não gosto muito desse estilo de romance mais adolescente, mas suas palavras foram tão convincentes que até fiquei tentado a dar uma chance. rs Se eu ler o livro, será por sua causa. Espero gostar pelo menos um pouco da quantidade que você gostou.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju
    Eu adorei os outros dois livros da autora e estou louca para ler este. Gostei de saber que a trama principal é sobre como eles vão ter que superar a tudo pra ficarem juntos.

    Ahh, que legal que apareceu os personagens dos outros livros, fiquei mais curiosa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Estou doida pra ler esse livro, gostei muito de Anna e o Beijo Francês, acho a escrita da Stephanie Perkins ótima e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  4. quem não gosta de um bom romance?! Stephanie escreve com tanta leveza, com tanta segurança que é quase impossível ñ se apaixonar por seus personagens <3 pelo visto com Isla e Josh não é diferente. é muito bom quando a gente vê que mesmo um amor firmado, os personagens amadurecem juntos e lutam por aquilo que querem. tô bem ansiosa para ler algo dela de novo. =)

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha.
    Estou mega ansiosa para ler esse livro, parece ser ótimo e como adoro um romance tenho certeza que vou adorar.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.