Novidades #171: Lançamentos Intrínseca Maio

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Estou cheia de novidades das Editoras parceiras, já perceberam? E hoje é dia de divulgar os lançamentos de maio da Editora Intrínseca. Tem muita coisa boa, livros de todos os gêneros e continuações mais do que aguardadas. Vamos conferir alguns?

Deixei você ir, de Clare Mackintosh

Quando Jacob morre atropelado em uma rua de Bristol, Inglaterra, depois de ter soltado a mão da mãe em um dia chuvoso, o motorista do carro que o atinge acelera a foge. Desvendar sua morte vira um caso para o detetive Ray Stevens e seus colegas, Kate e Stumpy. Determinado a encontrar o assassino, Ray se vê consumido a ponto de colocar tanto a vida profissional quanto a pessoal em jogo.
Jenna, assombrada pela morte do menino, abandona tudo e se muda para uma pequena cidade costeira do País de Gales. Ela passa os dias em seu chalé tentando esquecer as lembranças do terrível acidente e aos poucos começa a ter algo parecido com uma vida normal e vislumbrar a felicidade em seu futuro. Mas o passado vai alcançá-la, e as consequências serão devastadoras.
De vários pontos de vista, a ex-detetive Mackintosh faz um retrato preciso de uma investigação policial. Com sua excelente habilidade de escrita, consegue criar personagens memoráveis e uma análise arrebatadora das excentricidades da vida em uma cidade pequena. Mas o verdadeiro talento da autora é a maneira como ela incorpora reviravoltas em uma trama já complexa. Mesclando suspense, investigação policial e thriller psicológico, Clare Mackintosh disseca a mente de seus personagens enquanto tece inesperadas conexões entre eles.

Agora e para sempre, Lara Jean, de Jenny Han

Em Para todos os garotos que já amei, as cartas mais secretas de Lara Jean - aquelas em que se declara às suas paixonites platônicas para conseguir superá-las - foram enviadas aos destinatários sem explicação, e em P.S.: Ainda amo você Lara Jean descobriu os altos e baixos de estar em um relacionamento que não é de faz de conta.
Na surpreendente e emocionante conclusão da série, o último ano de Lara Jean no colégio não podia estar melhor: ela está apaixonadíssima pelo namorado, Peter; seu pai vai se casar em breve com a vizinha, a sra. Rothschild; e sua irmã mais velha, Margot, vai passar o verão em casa. Mas, por mais que esteja se divertindo muito - organizando o casamento do pai e fazendo planos para os passeios de turma e para o baile de formatura -, Lara Jean não pode ignorar as grandes decisões que precisa tomar, e a principal delas envolve a universidade na qual vai estudar. A menina viu Margot passar pelos mesmos questionamentos, e agora é ela quem precisa decidir se vai deixar sua família - e, quem sabe, o amor de sua vida - para trás.
Quando o coração e a razão apontam para direções diferentes, qual deles se deve ouvir?

As coisas que perdemos no fogo, de Mariana Enriquez 



Macabro, perturbador e emocionante, o livro reúne contos que usam o medo e o terror para explorar várias dimensões da vida contemporânea. Em um primeiro olhar, as doze narrativas do livro parecem surreais. No entanto, depois de poucas frases, mostram-se estranhamente familiares: é o cotidiano transformado em pesadelo. Uma das escritoras mais corajosas e surpreendentes do século XXI, Mariana Enriquez dá voz à geração nascida durante a ditadura militar na Argentina.








As garotas, de Emma Cline


No final da década de 1960, a jovem Evie Boyd vive sozinha com a mãe no norte da Califórnia. Aos quatorze anos, imersa em inúmeras questões de autoaceitação, ela se sente muito desconfortável com o próprio corpo e tem apenas uma pessoa com quem contar: Connie, sua amiga de infância. No início do verão, uma briga faz com que as duas se afastem, e Evie encontra um novo grupo: garotas que demonstram extrema liberdade, usam roupas desleixadas e emanam uma atmosfera de abandono que a deixa fascinada. A jovem logo percebe que já está sob o poder e o domínio de Suzanne, a mais velha do grupo, e acaba entrando em um culto sombrio, liderado pelo carismático Russell Hadrick.
O rancho do grupo é um lugar estranho e decadente, mas, aos olhos da adolescente, parece exótico, com uma energia singular. Evie descobre que as garotas cozinham, limpam e prestam até mesmo serviços sexuais para Russell, que proclama um desejo de libertar as pessoas do sistema. Evie quer apenas ser aceita pelos outros integrantes, principalmente por Suzanne. É sua chance de se sentir amada e pertencente a algo. Conforme sua obsessão por Suzanne se intensifica, ela não percebe que se aproxima de uma violência inacreditável. Contada por Evie já adulta e ainda abalada, a narrativa é um impressionante retrato de garotas que se tornam mulheres.
Denso e de ritmo surpreendente, o romance de estreia de Emma Cline é escrito com precisão e perspicácia ao construir os perfis psicológicos dos personagens. As garotas aborda mais que uma noite de violência - é sobretudo um relato do mal que causamos a nós mesmos e aos outros na ânsia por pertencimento e aceitação.

Em nome dos pais, de Matheus Leitão

Desde pequeno, Matheus Leitão ouvia as expressões “perseguição”, “prisão” e “porão” sussurradas por seus pais, os jornalistas Marcelo Netto e Míriam Leitão. A assustadora palavra “tortura” apareceu bem mais tarde. Movido pela curiosidade de compreender o passado, o jovem perguntador passou a recolher retalhos de uma história dolorosa, que se iniciou em 1972, no Espírito Santo, quando os pais militavam no PCdoB. Delatados por um companheiro, foram presos e torturados. Na ocasião, Míriam estava grávida de Vladimir, o primeiro filho do casal.
Matheus também seguiu a carreira de jornalista, dedicando-se a reportagens sobre direitos humanos e ditadura. Em nome dos pais é resultado de suas incansáveis investigações, que começam pela busca do delator e seguem com a localização dos agentes que teriam participado das sessões de tortura de seus pais. Passado e presente se entrelaçam nessa obra, que reconstitui com rigor eventos do início dos anos 1970 e, ao mesmo tempo, apresenta a emocionante peregrinação do autor pelo Brasil atrás de respostas.
Uma história sobre pais e filhos, sobre reconciliação e responsabilidade, sobre encontros impossíveis. É também uma história sobre um país que ainda reluta em acertar as contas com um passado obscuro.

E não para por aí. Quem quiser conhecer outros lançamentos do mês da Intrínseca, basta visitar este link.

Eu estou ansiosa pelo livro da Jenny Han, e adoraria ler também Deixei você ir.

E vocês, de quais gostaram?
Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

16 comentários:

  1. Olá,
    Gostei dos lançamentos, porém nenhum assim chegou me agradar mas as historia de cada um e bem interessante..!

    ResponderExcluir
  2. Oii, adorei as novidades da editora, principalmente Deixei você ir e Agora e para sempre...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Ju! Também estou ansiosa pelo livro da Jenny Han, gostei muito também da sinopse de Deixei você ir.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Ju!
    Livros ótimos de lançamentos.
    Gostaria de ler Deixei você ir e Agora e para sempre.
    “Conhecer os outros é sabedoria. Conhecer-se a si próprio é sabedoria superior.” (Lao-Tsé)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Me interessei por As garotas, parece bem interessante ><

    Beijos
    Meu Outro Lado

    ResponderExcluir
  6. Gostei bastante do livro Deixei você ir está com uma capa linda e também gostei do livro Em nome dos pais.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi
    desses deixei você ir foi o que mais chamou minha atenção.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Quantos mimos!!!!! Dessa vez caprichou em todos. Quero muito ler As garotas, de Emma Cline!!!!!! <3

    ResponderExcluir
  9. Dos lançamentos desse mes o unico que chamou a minha atenção foi Deixei voce ir.

    ResponderExcluir
  10. Lançamento parecem ser interessante, chamou minha atenção Deixei você ir e Agora é para sempre, Lara Jean, mas precisos dos outros volumes primeiro.

    ResponderExcluir
  11. AAAA Intrínseca, sua maravilhosa ♥ difícil querer apenas um dos lançamentos, mas se fosse para escolher seria As coisas que perdemos no fogo, que tem um nome instigante e uma premissa ótima!

    ResponderExcluir
  12. Duas histórias fortes (As garotas e As coisas que perdemos no fogo) e não fazem muito meu estilo porque angustiada com essas histórias.
    Gostei da sinopse de Em nome dos pais, porque tem um relato histórico sobre um passado obscuro do nosso país.

    ResponderExcluir
  13. Intrínseca como sempre não decepciona *--* desses o que eu estou mais ansiosa pra ler é Agora e Para Sempre Lara Jean! Quero muito ler !

    ResponderExcluir
  14. Desses lançamentos só me interessei pelos dois primeiros: Deixei você ir e Agora e para sempre.
    Os demais parecem interessantes mas no momento não estou muito interessada nesse tipo de leitura.

    ResponderExcluir
  15. Estou lendo 'DEIXEI VOCÊ IR" em e-book, e está difícil largar. Ali no capítulo vinte o tablet quase caiu da minha mão, de susto, sem exagero, tamanha reviravolta na estória. Recomendo sem pensar duas vezes.

    ResponderExcluir
  16. Também estou ansiosa pelo livro da Jenny Han. Gostei da capa e sinopse Deixei você ir.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.